Pele oleosa: como cuidar desse tipo de derme segundo dermatologista

É preciso lavá-la com um sabonete ideal, esfoliar e tonificar. Por último, passe uma hidratação e proteja-se


A pele oleosa é a que mais prevalece nos brasileiros e causa muita irritação, uma vez que acaba levando a pessoa que possui a apresentar uma forte tendência ao desenvolvimento de acnes. De acordo com a a dermatologista Claudia Marçal, existem diversas razões que levam a pele a ficar oleosa.

“As glândulas, normalmente, produzem gordura (de má qualidade) com muita facilidade, principalmente quando o paciente está vivenciando uma situação de maior estresse, uma mudança brusca de temperatura, ou quando a alimentação está extremamente inadequada com ingestão de altos índices de gordura saturada e alimentos de maior índice glicêmico”, explica  a profissional que também é membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

No entanto, apesar da problemática que é ter uma pele com estas características, existem formas de evitar que isso ocorra. Para começar, é necessário que o paciente entenda as especificações deste tipo de pele. “Além disso, erroneamente, ele tem a sensação que a pele não precisa de hidratação”, completa a especialista. Portanto, é ideal seguir alguns cuidados para deixar a pele limpa e livre da oleosidade.

5 passos para cuidar de uma pele oleosa

Pele oleosa: causas e como cuidar desse tipo de derme segundo dermatologista

Foto: depositphotos

1. Lavar

De acordo com a especialista, o primeiro passo é fazer uma boa limpeza na pele. Para isso, é essencial usar sabonetes com componentes que prezem por uma pele limpa e livre do sebo provocado pelas glândulas sebáceas. Desta forma, a farmacêutica Silvana Masiero recomenda o uso de sabonetes que possuam como ingredientes hamamélis e calêndula, pois são dois grandes exemplos de adstringentes.

2. Esfoliar

Já para esfoliar, a dermatologista recomenda os produtos feitos a partir de ativos naturais, como a casca do arroz, tendo em vista que ele consegue renovar as camadas da pele e eliminar todos os resíduos mortos que ficam entupindo os poros. “O ideal é usar logo após o sabonete, aplicar na pele molhada, massagear com movimentos circulares e deixar ficar por dois a três minutos e enxaguar”, completa Claudia Marçal.

3. Tonificar

No terceiro passo dos cuidados com a pele oleosa, é necessário ter em mãos uma loção tônica adstringente com ação seborreguladora. “Ela pode conter álcool, mas em pouca concentração, e deve ser evitada na região da área dos olhos. A dosagem do álcool não pode passar de 5% da formulação para não ser irritativo e não causar o efeito rebote — quando a pele fica seca demais ao retirar toda a gordura, há uma resposta do organismo para tentar repor tudo aquilo que foi retirado com a formação de um filme gorduroso”, pontua a dermatologista.

4. Hidratar

Após a tonificação, a pele precisa passar pelo processo de hidratação. Para isso, a escolha pelos produtos devem passar pro critérios do tipo: absorção rápida e que não pesem na epiderme. De acordo com a especialista, a ideia é fazer com que a pele mantenha água e não dê espaço para a produção de gordura. Desta forma a pele resiste ao agressores externos, como poluição, estresse, calor, umidade etc.

5. Proteger

“Utilizar fotoproteção associada pela manhã em texturas matificantes, secas ou fluidas ou oil free com FPS sempre acima de 30. Sempre reaplicar o produto após duas horas em exposição direta ao sol e após quatro horas em ambientes fechados”, orienta a dermatologista. “No caso de peles com acne, é fundamental procurar um dermatologista para associar aos cuidados básicos o tratamento adequado”, finaliza.


Informar erro