Médico dá algumas dicas para você nunca mais sofrer com estrias

As estrias podem ser tratadas com a aplicação de ácidos, laser e luz pulsada. Conheça as dicas do Dr. Lucas Fustinoni


As estrias são definidas como cicatrizes formadas devido à destruição de fibras elásticas e colágenas da pele.

As lesões lineares rosadas ou da cor da pele podem afetar homens, mulheres, adolescentes e até mesmo crianças, localizando-se geralmente na região das mamas, quadris, culotes, coxas e nádegas.

Em um vídeo postado no canal “Éclairé”, no YouTube, o médico Lucas Fustinoni dá algumas dicas para deixar de sofrer com as indesejáveis estrias.

As causas do aparecimento das estrias

São dois os tipos de estrias: as recentes e as antigas. Quando são mais recentes, elas se apresentam em cor rósea ou púrpura; já as antigas mostram-se mais esbranquiçadas.

Médico dá algumas dicas para você nunca mais sofrer com estrias

Foto: depositphotos

E quais são as causas do aparecimento dessas lesões? Geralmente, elas aparecem após a distensão excessiva ou abrupta da pele, como no processo de crescimento rápido, gestação com aumento exagerado de peso, ganho de massa muscular, efeito sanfona etc.

O médico Lucas Fustinoni explica que, nesses casos, a pele sofre uma pressão mais forte do que ela está acostumada a suportar, o que acaba causando a ruptura das fibras elásticas e posterior inflamação no local.

Como evitar e tratar as estrias?

O Dr. Lucas Fustinoni explica que, a partir de uma pesquisa dos últimos artigos científicos acerca do tema, foi possível elaborar o vídeo com as dicas de tratamentos mais efetivos para combater o problema.

Prevenção das estrias em gestantes

Segundo o que foi encontrado na pesquisa do médico, durante o período da gravidez, a hidratação e certos produtos realmente previnem mais as estrias. Assim sendo, a aplicação de creme hidratante à base de ácido hialurônico, durante a gestação, tem a capacidade de prevenir o aparecimento das cicatrizes.

O Dr. Fustinoni alerta que as mulheres grávidas devem ter cuidado, porque grande parte dos tratamentos para estrias que serão feitos após a gestação, não podem ser feitos durante o período de gravidez, pois os ácidos são perigosos e podem causar problemas ao bebê.

De acordo com o especialista, outro produto que pode ser utilizado durante a gravidez, para prevenir as estrias, é a centella asiática, que reduz a inflamação. Fustinoni ainda cita a vitamina E e o pantenol, que também provaram ser bastante eficazes na prevenção das estrias durante a gravidez.

Tratamento de estrias

Para quem não está grávida, o médico Lucas Fustinoni recomenda o tratamento com ácido retinoico. Derivado da vitamina A, esse ácido possui a função de estimular a proliferação da pele, remodelando a matriz que foi lesada pelas estrias. O médico destaca que o produto irrita a pele, mas que isso é normal, e que é muito importante não se expor ao sol.

Outro tratamento citado pelo Dr. Fustinoni é o laser, que age na matriz da pele e estimula a formação de um novo tecido colágeno. A luz pulsada, utilizada para tratamento de pele, também pode tratar estrias.

O profissional ainda lembra que, quanto mais tardio for o estado da estria – as de coloração esbranquiçada -, mais difícil será o tratamento.

Você pode assistir ao vídeo do Dr. Lucas Fustinoni aqui:


Informar erro