Descubra quais os malefícios da mortadela ao organismo

A mortadela é um alimento que foi feito para facilitar a vida das pessoas, mas seu consumo desencadeia uma série de doenças


Pensou em facilidade na hora do preparo do lanche, uma refeição rápida ou até mesmo um aperitivo na mesa de um bar, nesse momento alguns alimentos vêm a sua cabeça. Certamente um deles é a mortadela. Pertencente à família dos embutidos, esse tipo de alimento é rico em gordura e pode trazer muitos danos para o organismo.

Geralmente preparada com carne de porco, boi ou de frango, a mortadela é um alimento que foi feito para facilitar a vida das pessoas, sobretudo no que diz respeito ao aumento do prazo de validade, se comparada a outros produtos naturais, a exemplo da própria carne.

Se você é daquelas pessoas que não dispensam a possibilidade de inserir a mortadela no café da manhã, almoço, lanche ou jantar, preste um pouco de atenção nos danos que ela pode trazer para o seu organismo. Seu consumo pode está associado ao aparecimento de uma série de doenças.

Malefícios do consumo de mortadela

Descubra quais os malefícios da mortadela ao organismo

Foto: depositphotos

Como já foi alertado anteriormente, a mortadela é um alimento rico em diversos tipos de gorduras. No organismo, quando essas gorduras são consumidas em excesso pode trazer uma série de consequências para a saúde. A primeira delas é o aumento considerável nos níveis do colesterol ruim, também conhecido por LDL.

Isso pode acarretar no desenvolvimento de problemas cardiovasculares, ou seja, que afeta o coração e as veias que levam o sangue até ele. Além do mais, essa realidade também está associada à insuficiência cardíaca, doença coronariana e vários outros tipos de doenças.

Esse tipo de alimento também é rico em sódio, que vai interferir diretamente na estabilidade da pressão arterial. Além do mais ainda tem os temidos conservantes nitritos e nitratos, substâncias usadas na fabricação de embutidos que tem alto poder cancerígeno, sendo o mais comumente identificado, o câncer colorretal.

Os corantes, que também estão presentes na mortadela, podem desencadear reações alérgicas em alguns indivíduos, que podem se somar a problemas de estômago.

Condenação

Segundo estudo realizado pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (Abia), 24% da ingestão de sal dos brasileiros acontece devido aos alimentos industrializados, especialmente os embutidos. Além do mais, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica alimentos processados como a mortadela como cancerígenos para os seres humanos. Por esses motivos, consumi-los em excesso não é uma boa solução.

Consumo “saudável”

Depois de conhecer um pouco sobre os males que o consumo de mortadela pode trazer para a saúde, é bom que você não leve tudo ao extremo. Consumir o alimento com moderação, ao menos uma vez por semana, pode ser uma saída para não sofrer qualquer um dos problemas apresentados anteriormente.

Outra boa solução é optar pela variedade que não apresenta a capa de gordura ou ainda, se for consumir em casa, agregar também outros ingredientes, a exemplo de verduras e vegetais. As fibras presentes nesses alimentos irão captar as moléculas de gordura durante a digestão.


Informar erro