Como fazer para substituir o açúcar de forma saudável. Veja sugestões

Talvez uma das tarefas mais difíceis para quem faz dieta é conseguir ficar longe do açúcar. Mas ele não possui nenhuma característica funcional


Talvez uma das tarefas mais difíceis para quem faz dieta é conseguir ficar longe das comidas açucaradas. Mas tamanha “doçura” é um problema que não só afeta a estética, já que é muito calórico; mas sobretudo pode trazer outras complicações como hipertensão, alterações metabólicas e, é claro, a diabetes.

Não só por ser algo difícil de resistir graças ao delicioso sabor, também é muito raro encontrar restaurantes e comidas que não usem o açúcar como ingrediente. Mas a verdade é que, apesar de muito popular, o açúcar não possui nenhuma característica funcional no organismo.

É importante consumir açúcar?

Segundo a nutricionista Sinara Menezes, a sacarose, mais conhecida como “açúcar de mesa”, é um ingrediente vazio e que não traz nenhuma utilidade para o organismo.

“Apesar de ser extraída de um produto natural, os processos químicos responsáveis por refinar e deixar o açúcar com a aparência branca removem todos os nutrientes presentes na cana, logo o produto final não entrega nenhum nutriente. O açúcar é um carboidrato simples de altíssimo índice glicêmico, capaz de propiciar o ganho de peso e outras disfunções metabólicas quando consumido em excesso”, revela a especialista.

Na verdade, o que o nosso organismo precisa é de glicose e não de açúcar. “A glicose é, de fato, o combustível do organismo, porém, esse composto é um monossacarídeo obtido principalmente através da metabolização de diversos alimentos – ou seja, quando comemos, nosso organismo vai quebrar as estruturas dos alimentos até chegar nas moléculas mais simples e obter a glicose. Já a sacarose é um dissacarídeo composto de duas estruturas simples – a frutose e a glicose. O grande problema é que, devido essa estrutura simples, a sacarose não exige muito esforço do organismo na sua digestão. Logo, o açúcar é absorvido de forma muito rápida pelo organismo e é justamente aí que mora o perigo”, conta.

Preciso cortar o açúcar?

Fora alguns casos específicos de problemas de saúde, não é necessário a exclusão do item da dieta. Além de ser algo praticamente impossível de ser feito, as refeições também têm o papel de trazer satisfação e prazer ao nosso paladar. O que deve ser feito é consumir o açúcar de forma moderada. Reduzir a quantidade consumida, além de contribuir para o emagrecimento, também reduzirá o risco do diabetes e outros males relacionados à obesidade.

Alternativas para substituir o açúcar

Outra forma de evitar tanto açúcar é substituir o açúcar de mesa por outros tipos do ingrediente. Existem algumas categorias que fogem do rótulo de “alimentos vazios”. Mas ainda assim, todos eles possuem alto índice glicêmico e devem ser consumidos com moderação.

Açúcar mascavo

Como fazer para substituir o açúcar de forma saudável

Foto: depositphotos

Este ingrediente possui subprodutos extraídos da cana e conserva alguns nutrientes da planta, como ferro, cálcio, potássio e outros minareis. Por sofrer menos processos químicos, a pigmentação do açúcar mascavo é mais escura e a textura menos arenosa.

Açúcar demerara

Como fazer para substituir o açúcar de forma saudável

Foto: Pixabay

Apesar de passar por um leve processo de refinamento, o açúcar demerara não contém nenhum aditivo químico. Ele também preserva grande parte dos nutrientes da cana, mas dessa vez, é um pouco mais claro e refinado que o mascavo.

Açúcar orgânico

Como fazer para substituir o açúcar de forma saudável

Foto: Pixabay

Não possui nenhum tipo de aditivo químico, é nutritivo e possui poder adoçante próximo ao do açúcar refinado. Mas por ser artesanal, possui valor mais elevado em comparação com os demais.

Açúcar de coco

Como fazer para substituir o açúcar de forma saudável

Foto: depositphotos

Feito à base de coco, esse tipo de açúcar possui baixo índice glicêmico, sabor residual do fruto e menor potencial adoçante em relação aos demais.

Adoçante é uma boa aposta?

Substituir o açúcar pelo adoçante, parece ser uma boa aposta, mas não é uma prática tão saudável quanto se imagina. A nutricionista aponta que a medida mais inteligente é apostar na alimentação mais natural possível.

“Pessoas saudáveis e que não necessitam de dietas especiais, não precisam fazer o uso de adoçantes. Sua ingestão só é necessária para pacientes que precisam restringir o açúcar da alimentação como o caso do diabetes. Basta mudar os hábitos alimentares, comendo produtos in natura, como sucos de frutas. Mudar este hábito pode demandar tempo e dedicação, porém; a escolha mais saudável”, revela.

Ainda que esses produtos sejam amplamente comercializados e consumidos, a profissional aponta que os riscos envolvidos na ingestão a longo prazo de qualquer produto químico deve ser considerado.


Informar erro