Como acalmar o choro do bebê usando cueiro. Aprenda técnica

O objetivo principal do cueiro é “embrulhar” os recém-nascidos, porque logo que nascem, não raro os pequeninos ficam agitados sem motivo


O choro do bebê pode desesperar as mamães, especialmente as de primeira viagem. Imagine a situação: o pequenino já mamou, já trocou fralda, está no colinho, ou seja, aparentemente não há razão alguma para o choro, mas ainda assim o bebê não se acalma.

E agora, o que fazer? Pode ser que alguém sugira o uso do cueiro. Se você ouvir essa sugestão, saiba que o item realmente pode ser muito útil para acalmar o choro do bebê. Muitas pessoas pensam que o cueiro é coisa do passado, mas isso não é verdade.

O que é cueiro?

O cueiro é um pano grande e macio, que pode ser de algodão ou de flanela, sendo mais grosso que a fraldinha e mais leve que a manta. O termo também serve para nomear a técnica de se embrulhar os bebês num charutinho, como é feito nas maternidades.

Como acalmar o choro do bebê usando cueiro. Aprenda técnica

Foto: depositphotos

O objetivo principal do cueiro é “embrulhar” os recém-nascidos, porque logo que nascem, não raro os pequeninos ficam agitados sem motivo. Mesmo alimentados, de fralda limpa, eles podem chorar muito, movimentando braços e pernas como se estivessem inseguros. Quando isso acontece, geralmente tem relação com a necessidade de o bebê sentir-se seguro como antes (lembre-se que dentro da barriga eles sentiam-se muito mais seguros, apertadinhos e quentinhos).

Para que serve?

O cueiro pode proporcionar maior sensação de segurança ao bebê, pois deixa os movimentos da criança limitados, imitando as condições do útero materno, deixando-a mais confortável. O cueiro evita os espasmos de crise de espaço dos bebês. Os bebês estranham todo espaço do berço e as variações do ambiente, por isso, muitas vezes dão pulos, como se levassem um susto.

O cueiro, portanto, serve para deixar os bebês mais seguros, confortáveis e quentinhos. O item também pode ser utilizado em outras ocasiões, servindo para cobrir a cabeça do bebê do sol ou vento e forrar a cadeirinha do carro.

Riscos

As mamães e papais também devem estar atentos aos riscos do uso do cueiro: se o pano se soltar e ir para o rosto do bebê, aumentará o risco de sufocamento. A criança também pode rolar e não conseguir voltar, já que os braços estão presos. Outro risco é a temperatura: em lugares quentes é recomendável utilizar o cueiro com o bebê só de fraldinha. Também é necessário ter cuidado com as perninhas do pequenino.

Como usar o cueiro?

Confira a seguir uma maneira de utilizar o cueiro:

1) Estenda um cueiro pela diagonal e dobre a ponta superior para dentro;
2) Posicione o bebê sobre o cueiro de forma que os ombros fiquem alinhados na altura da dobra;
3) Coloque um dos bracinhos na lateral do corpo ou cruzado sobre o peito do bebê. Pegue a ponta do cueiro e passe por cima do pequeno;
4) Prenda a ponta do cueiro por baixo do bebê;
5) Ajeite as perninhas e coloque a ponta inferior por dentro do cueiro na altura do peito;
6) Pegue a ponta do outro lado, posicione o bracinho como o outro e enrole o bebê, colocando a ponta do cueiro por baixo da criança.


Informar erro